Estrias

Estrias são atrofias cutâneas lineares de cor rosada, violácea ou branca nacarada, delgadas e flácidas, deprecíveis ao tato. Presentes em 80% das mulheres e 50% dos homens, elas são um problema que compromete a estética, muitas vezes causando constrangimento social. Os fatores predisponentes são a genética, gravidez, alterações de peso, descontrole hormonal, celulite, amamentação e musculação.

Quando as estrias aparecem elas passam por três fases. A primeira fase, a inicial quando ela é rosada e levemente elevada pode durar até um mês, onde as células têm maior capacidade de regeneração, e quando tratada em tempo, ocorre uma melhora de 90%. A Segunda fase, é a intermediária que pode durar de um ês a um ano. Neste caso elas têm uma cor arroxeada e a melhora é de 70% quando tratada. A terceira fase é a tardia, quando a estria tem mais de um ano. Geralmente é de cor branca nacarada e depois de tratada melhora em torno de 40%. Portanto o tratamento de estrias deve ser iniciado o mais precoce possível para que se tenha melhor êxito e conseqüentemente melhores resultados.

Como previnir?
A prevenção é muito importante. Para evitar o aparecimento de estrias, é aconselhável ingerir dois litros de água por dia; utilizar hidratantes ricos em emolientes, pois uma pele bem hidratada suporta melhor as oscilações de peso e crescimento, manter uma atividade física e evitar roupas apertadas. A ingestão de alimentos ricos em vitamina C, melhora a circulação sangüínea e a formação de colágeno, evitando a formação de estrias.

Como tratar?
São vários os tratamentos de reparação que consistem em mesoterapia, microdermoabrasão, subsicion, cremes com ácidos, peellings químicos, os laseres Cool Touch II, Fraxel e CO2 Fracionado.