Conheça o CoolSculpting

Reduzir medidas, eliminar gordura localizada e definir contornos é um dos tratamentos mais desejados pelas mulheres. Porém, há casos em que a prática de exercícios associada à uma dieta balanceada nem sempre surte efeito e é examente neste ponto que o CoolSculpting pode fazer a diferença na sua vida.

Quer saber como?

Leia este post!

O que é o CoolSculpting e como ele pode ajudar a eliminar a gordura localizada?

O CoolSculpting é um dos principais tratamentos de redução de gordura sem cirurgia e com menor tempo de recuperação, proporcionando perder medidas e definir os contornos do corpo com resultados naturais.

Como funciona?

O CoolSculpting é um equipamento que destrói as células adiposas de forma não invasiva, ou seja, sem cortes, agulhas, anestesias ou outras substâncias injetáveis.

  1. A tecnologia CoolSculpting utiliza resfriamento controlado para atacar e destruir somente essas células de gordura.
  • Nas semanas seguintes, seu organismo processa a gordura e elimina as células mortas naturalmente.
  • As células adiposas tratadas são eliminadas definitivamente.

O procedimento fornece resfriamento controlado com precisão para atingir as células adiposas sob a pele. As células adiposas tratadas são cristalizadas (congeladas), destruídas e, com o tempo, o corpo processa naturalmente a gordura e elimina essas células mortas, resultando em um corpo mais esculpido.

Até 27% menos gordura na região trabalhada em uma única sessão!

O procedimento de congelamento de gordura CoolSculpting pode reduzir o número de células adiposas em diversas áreas de tratamento em até 27% após 6 meses.

Essas células de gordura são naturalmente processadas e eliminadas para que não migrem para outra área do corpo, então não há alteração nas células adiposas de áreas não tratadas.

O CoolSculpting pode ser aplicado em diferentes partes do corpo, como:

  • Papada;
  • Braço;
  • Gordura do sutiã;
  • Flancos;
  • Abdômen;
  • Pneuzinhos;
  • Culote;
  • Parte interna da coxa.

O CoolSculpting é recomendado para todos os casos de gordura localizada?

Infelizmente, não. O CoolSculpting foi desenvolvido para pessoas que têm gorduras indesejadas e protuberâncias notáveis em áreas específicas. Logo, não é uma solução para quem é obeso e precisa perder peso.

Ele também não é indicado para quem sofre de:

  • Crioglobulinemia;
  • Doença de aglutininas a frio;
  • Hemoglobinúria paroxística a frio.

Fique tranquila! O tratamento é seguro.

É importante destacar que o CoolSculpting é o único equipamento de resfriamento aprovado pelo FDA e Anvisa. Isso significa que ele foi testado antes de entrar em operação. 

Durante o tratamento com o CoolSculpting é possível sentir algum incômodo?

Nos primeiros minutos do resfriamento, o paciente costuma sentir um frio intenso, que rapidamente passa. Devido ao uso de aplicadores, é normal ter algumas sensações no momento em que a sucção é aplicada. Porém, elas são passageiras, diminuindo à medida que a região fica dormente.

As mais comuns são:

  • Puxões;
  • Leves beliscões;
  • Formigamento;
  • Ardência;
  • Dor;
  • Câimbras.

Quais são os cuidados pós-tratamento?

Por se tratar de uma técnica de resfriamento controlado, o CoolSculpting não afeta a epiderme ou outros órgãos nem causa necrose. Logo, não é necessário repouso ou adotar cuidados especiais após a sua realização.

Conheça os benefícios do CoolSculpting.

  • Além da redução de gordura localizada, ela promove uma melhora no contorno facial e corporal;
  • Aumenta a autoestima e a sensação confortável de poder utilizar certos tipos de roupas. Tirar foto também se torna natural, eliminando a necessidade de achar um ângulo mais apropriado para se sentir bem;
  • Um dos principais benefícios dessa técnica é o fato de oferecer resultados parecidos com o da lipoaspiração. Porém, não envolve o uso de agulhas e é muito menos agressivo para o corpo. Afinal, ela é minimamente invasiva, atuando especificamente na gordura, sem que outros órgãos sejam afetados;
  • Por se tratar de um procedimento não cirúrgico, amplia a quantidade de pessoas que podem realizá-lo. As contraindicações são mínimas e os sintomas gerados durante a sua realização são altamente toleráveis;
  • Não precisa ficar de repouso, diferentemente das demais cirurgias plásticas, que podem ultrapassar os 30 dias sem qualquer tipo de esforço;
  • Geralmente, você pode retornar às atividades assim que o procedimento for finalizado. Ela pode ter um pouco de desconforto, visto que a circulação sanguínea é afetada, mas nada que prejudique na sua rotina;
  • O dispositivo de resfriamento controlado é projetado com medidas de segurança embutidas. Caso os sensores detectem que a pele atingiu uma temperatura muito baixa, o sistema para automaticamente de funcionar;
  • Os resultados que a técnica oferece também estão entre as suas principais vantagens. Grande parte dos pacientes começa a notar diferença a partir de 2 meses após a realização do tratamento. Porém, a eliminação das células adiposas pode continuar até 6 meses após o procedimento.

Existem efeitos colaterais?

Apesar do CoolSculpting ser totalmente seguro, alguns pacientes podem apresentar efeitos colaterais, como:

  • Vermelhidão;
  • Inchaço;
  • Hematoma;
  • Rigidez;
  • Branqueamento;
  • Formigamento;
  • Ardência;
  • Sensibilidade;
  • Câimbra;
  • Coceira;
  • Dormência.

A dormência, em específico, pode persistir por algumas semanas. Nos tratamentos realizados na região abaixo do queixo, é possível ficar com a sensação de ter uma bola na parte posterior da garganta.

Há, ainda, algumas complicações que, apesar de raras, podem ocorrer:

  • Queimaduras por congelamento;
  • Hiperpigmentação;
  • Enrijecimento subcutâneo;
  • Sintomas vasovagais;
  • Dor local;
  • Hiperplasia paradoxal.

Para evitar esses efeitos colaterais, é essencial procurar um médico especializado em CoolSculpting. Isso porque ele analisa o caso de forma individualizada, indicando a técnica somente se for apropriada para o paciente.

Qual a diferença entre o CoolSculpting e outras técnicas de Criolipólise?

O CoolSculpting é o único que congela a gordura de forma homogênea a -11 graus Celsius, levando à morte celular. As outras técnicas de Criolipólise costumam atingir, no máximo, -6 e de forma irregular. Desta forma, apenas conseguem “murchar” as células adiposas, que poderão retornar à sua situação inicial com o tempo.

Além disso, já foram divulgados diversos trabalhos científicos a respeito do CoolSculpting. São eles que comprovam, por exemplo, a redução de até 27% da gordura corporal.

Fonte: CoolSculpting e Civitali.

Gostou de saber mais sobre o assunto?

Compartilhe este conteúdo com seus amigos!

Depois de ter lido este post, esperamos que você tenha tirados todas as suas dúvidas!

Interessou-se pelo tratamento com o Coolsculpting?

Nós temos na Clínica Dermac!

plugins premium WordPress