Entenda o que é e quais benefícios ela proporciona.

A terapia capilar, também conhecida como mesoterapia capilar, é uma técnica utilizada para tratar a queda de cabelo crônica a partir da aplicação diretamente no couro cabeludo de substâncias que estimulam o crescimento do cabelo. O procedimento deve ser realizado por um dermatologista especializado após a análise do couro cabeludo.

Quer saber mais sobre o assunto?

Leia o post!

Para quem é indicada?

A terapia capilar é indicada para homens e mulheres que sofrem com a queda constante de cabelo devido a deficiências nutricionais, mau cuidado, estresse e até mesmo fatores genéticos, que é o caso da alopecia.

Esse procedimento é uma alternativa para aquelas pessoas que não obtiveram resultado ou não desejam fazer tratamento oral para evitar a queda de cabelo. No entanto, antes da terapia capilar ser indicada, o dermatologista deverá fazer uma avaliação do couro cabeludo da pessoa para verificar o grau da calvície e se a raiz do fio está morta, não sendo esse procedimento indicado.

Quais as contraindicações?

A terapia capilar não é indicada para grávidas, mulheres em fase de amamentação e pessoas que possuem alergia a alguma das substâncias utilizadas no procedimento.

Como é feito procedimento?

O procedimento é feito primeiramente com uma limpeza da região a ser tratada, seguida da aplicação diretamente no couro cabeludo, por meio de uma agulha fina, de substâncias capazes de melhorar a circulação sanguínea da região e estimular o crescimento saudável dos fios. Normalmente a substância aplicada é uma mistura de vitaminas, aminoácidos, finasterida e minoxidil, que juntos atuam promovendo o crescimento dos fios e garantem um aspecto bonito e saudável.

Por se tratar de um procedimento realizado diretamente no couro cabeludo, os resultados são mais rápidos que o tratamento oral. No entanto, por ser um procedimento invasivo, pode haver vermelhidão e inchaço local, sendo esses efeitos solucionados espontaneamente.

Apesar de ser um tratamento muito eficaz, é importante que a pessoa adquira hábitos saudáveis para evitar que haja queda de cabelo em outros locais da cabeça.

A queda de cabelo pode ser evitada com algumas medidas, como por exemplo:

1. Lave os cabelos pelo menos 2 vezes por semana

Não é necessário lavar os cabelos todos os dias, até porque é importante manter a oleosidade natural do cabelo para proteger os fios. No entanto, quando a oleosidade é excessiva ou quando há muita transpiração devido à prática de atividades físicas, é recomendado lavar o cabelo regularmente para que os fios fiquem fortalecidos e resistentes à queda.

O ideal é lavar os cabelos sempre que estiverem sujos, entre 2 a 3 vezes por semana, no entanto esse tempo pode variar de pessoa para pessoa.

2. Enxague bem

É importante enxaguar bem os cabelos, removendo o shampoo e o condicionador completamente. A presença de resíduos no couro cabeludo pode fazer com que haja mais oleosidade e promova a queda de cabelo.

3. Desembarace-os ainda no banho

É interessante desembaraçar os cabelos ainda no banho quando passar o creme ou condicionador, pois impede que quando seco o cabelo fique muito embaraçado e haja quebra dos fios ou quedas. Além disso, é importante desembaraçar primeiramente as pontas e deixar a raiz por último, isso também evita maiores quedas de cabelo.

4. Só prenda quando estiverem secos

Prender os cabelos ainda molhados ou úmidos pode fazer com que a raiz sofra danos, favorecendo a queda. Por isso, caso queira ou haja necessidade de prender os cabelos, é importante esperar até que esteja completamente seco.

5. Tenha uma alimentação saudável

Uma alimentação rica em vitaminas em minerais é essencial para fortalecer a raiz do cabelo, evitando a queda. No entanto, o consumo de suplementos vitamínicos deve ser orientado por um nutricionista, pois da mesma forma que a falta de vitaminas provoca a queda de cabelos, o excesso também tem o mesmo resultado, apesar dessa causa ser mais rara.

6. Consulte o médico

A queda de cabelo pode acontecer devido a diversas situações, como estresse ou mudança de clima, por exemplo. No entanto, quando constante ou quando grande quantidade de cabelo é perdida por dia, é importante consultar um clínico geral ou um dermatologista para que sejam feitos exames e possa ser identificada a causa, pois pode ser consequência de alguma doença, alteração hormonal ou resposta a algum tratamento, por exemplo.

Está gostando do post?

Continue lendo e entenda mais sobre os benefícios da terapia capilar.

Como a terapia capilar age nos cabelos?

  • Estimulando o metabolismo das células capilares;
  • Melhorando o aproveitamento de nutrientes;
  • Reduzindo processos inflamatórios;
  • Acelerando a divisão celular.
  • Repondo os nutrientes como lipídeos e aminoácidos perdidos pela fibra capilar
  • Tudo isso combinado colabora para estimular o fortalecimento dos cabelos de dentro para fora, resultando em um melhor crescimento e saúde dos fios.

Principais vantagens:

  • Estimula o crescimento dos fios;
  • Combate a quebra do cabelo;
  • Diminui a descamação;
  • Reduz a porosidade dos fios;
  • Diminui a oleosidade;
  • Trata a caspa;
  • Trata a coceira e a sensibilidade;
  • Age nas inflamações cutâneas;
  • Hidrata o couro cabeludo;
  • Repõe os ácidos graxos;
  • Promove a selagem dos fios;
  • Melhora a absorção de nutrientes;
  • Aumenta a oxigenação;
  • Amplia a circulação sanguínea;

Quantas sessões são necessárias?

A quantidade de sessões depende da intensidade da queda, sendo recomendado o intervalo de uma semana a 15 dias entre as sessões.

É importante que a terapia capilar seja feita por um especialista, pois assim é possível garantir os melhores resultados.

Fontes: SBD e Tua Saúde.

Gostou de saber mais sobre o assunto?

Compartilhe este conteúdo com seus amigos!

Depois de ter lido este post, esperamos que você tenha tirados todas as suas dúvidas!

Você tem queda de cabelo constante?

Agende sua consulta pelo nosso whatsapp:

(34) 99182-8405